Ultimas Novidades

Autenticações biométricas vs passwords

Apostar em autenticação biométrica é uma das principais soluções para as empresas nos últimos anos. A tendência veio para ficar e está longe de desaparecer.


Há vários fatores que contribuem para esta opção das empresas e um deles é o facto dos “cybersecurity insiders” alertarem há vários anos para o fim do uso de passwords. Mas porquê?


Ao contrário das passwords, na biometria não há phishing e não há esquecimento de dados biométricos, eles estão sempre lá. 

As palavras passe mais seguras são aquelas que não nos conseguimos lembrar, mas mesmo essas podem sofrer phishing através de links maliciosos ou software para tal.


Ao utilizar biometria, estes problemas deixam de existir. Claro que pode ocorrer a situação onde alguém é forçado a autenticar-se num portal malicioso utilizando biometria, contudo, a probabilidade disso acontecer é praticamente nula! A maioria deste tipo de equipamentos vem equipado com câmaras de segurança para evitar este tipo de situações. 


A biometria é mais segura

Os sistemas biométricos podem confiar na autenticação multimodal, combinando a biometria facial, da íris e dos dedos, aumentando drasticamente os níveis de segurança.

Também através da biometria comportamental é possível medir os padrões de comportamento dos utilizadores para os autenticar continuamente ao longo de todo o processo de identificação. 

Para além disto, os dados biométricos podem ser processados através de um algoritmo não reversível e armazenados de forma segura. 


A autenticação biométrica é mais rápida e mais fácil de usar

Quantas tentativas de palavra passe ultrapassam o limite e bloqueiam contas? Quanto tempo é perdido? Na biometria este tipo de problemas não existe, tornando a autenticação mais simples e rápida.  

E apesar dos sistemas biométricos por vezes requererem mais do que uma tentativa de autenticação bem sucedida, estudos sugerem que os sistemas biométricos podem poupar tempo em vários cenários, incluindo as viagens aéreas.


A biometria não está à venda na dark web

Não é novidade que as palavras-passe e outras formas de autenticação baseadas no conhecimento (KBA) estão à venda na dark web, em grande volume, e já há algum tempo.

De acordo com um relatório da Digital Shadows, mais de 15 mil milhões de credenciais de contas roubadas estão atualmente disponíveis para compra em fóruns de cibercrime.




A biometria não pode ser partilhada

Por último, mas não menos importante, a partilha de senhas é uma questão real no mundo da segurança.  


A partilha de palavra-passe vem com uma série de riscos relacionados com a segurança, particularmente no caso de funcionários que alteram dados sensíveis da empresa ou que fazem cobranças não aprovadas.


Obviamente, a biometria não pode ser partilhada entre diferentes indivíduos (exceto no caso de gémeos ou “doppelgangers”), tornando a tecnologia inerentemente mais segura do que as palavras-passe.


A DIMEP apoia há várias décadas empresas de diversas áreas, com diferentes opções de autenticação biométrica. Conheça os diferentes produtos entrando em contacto direto connosco. 


.