Ultimas Novidades

Segurança em Portugal

Será que somos assim tão seguros? 


Vivemos num país conhecido pela sua segurança e tranquilidade, onde as taxas de criminalidade costumam ser baixas. No entanto, nos últimos anos, temos testemunhado um preocupante aumento da criminalidade em Portugal. De acordo com dados recentes apresentados pela Polícia de Segurança Pública (PSP) e pela Guarda Nacional Republicana (GNR), nos primeiros três meses deste ano, foram registados quase 52 mil crimes, representando um aumento relativamente ao período homólogo. Esse aumento é particularmente alarmante, uma vez que envolve crimes cometidos com o uso de armas, o que torna a situação mais grave.


Conheça os números da criminalidade 


A criminalidade geral aumentou cerca de 12% relativamente ao período homólogo, com a GNR a registar 51.939 crimes e a PSP a contabilizar um aumento de 10,5%, totalizando 5.451 crimes adicionais. Estes números evidenciam uma tendência preocupante.


Segundo Pedro Moura, da direção nacional da PSP, vários fatores influenciaram o aumento da criminalidade. Entre eles, destaca-se a pandemia, o consumo de drogas, a intensidade da violência utilizada na prática dos crimes, a radicalização social, bem como a crise económica e a inflação. Estes fatores desempenham um papel significativo na evolução desfavorável do cenário de segurança em Portugal.


A segurança é uma preocupação constante na nossa sociedade, e a incidência de crimes é um desafio que precisa ser enfrentado. Felizmente, os avanços tecnológicos têm permitido o desenvolvimento de sistemas de vigilância avançados que desempenham um papel fundamental na nossa proteção.


Veja como estes sistemas têm contribuído para aumentar a segurança e diminuir a incidência de crimes no nosso país.


Benefícios dos sistemas de vigilância avançados


  1. A presença visível de sistemas de vigilância avançados, como câmaras de alta resolução e tecnologias de reconhecimento facial, atua como um forte elemento dissuasor para os criminosos. Ao saber que estão a ser monitorados, eles têm menos hipóteses de cometer crimes, o que leva a uma redução da incidência criminal.


  1. A integração dos sistemas de vigilância com as forças de segurança permite uma resposta mais rápida e eficiente aos incidentes. As autoridades podem receber alertas em tempo real e direcionar recursos para lidar com a situação imediatamente. Isso ajuda a evitar a propagação de crimes e aumenta a sensação de segurança na comunidade.


  1. Os sistemas de vigilância avançados são capazes de coletar e analisar grandes quantidades de dados. Por meio de algoritmos inteligentes, é possível identificar padrões de comportamento suspeito, detetar atividades criminosas e antecipar possíveis incidentes. Essa análise de dados auxilia na prevenção de crimes e na implementação de estratégias de segurança mais eficazes.


A DIMEP, uma empresa líder no setor de segurança, oferece uma variedade de soluções inovadoras para a proteção de pessoas e propriedades.

Desenvolvemos sistemas de vigilância avançados, que incluem câmaras de alta resolução, monitorização 24 horas, tecnologias de reconhecimento facial e de placas de veículos. Essas soluções proporcionam uma maior sensação de segurança, tanto em espaços públicos quanto em ambientes privados. 


Portugal continua a ser um país seguro, mas é preciso mais recursos para que a paz e tranquilidade continuem a ser uma norma por cá. Saiba mais sobre segurança com a DIMEP.


.